Eu não consigo!

Não raras vezes nos deparamos com pessoas, amigos, familiares que tem esta crença, “eu não consigo”, ou até nós mesmos.

Bem, por que crença? Crença, porque, de uma forma ou de outra, já dizia Henry Ford, se você acha que pode ou acha que não pode fazer algo, você sempre tem razão. Depende de você.

Vivemos as vezes uma situação que, ao primeiro obstáculo, desistimos. Na primeira dificuldade, passamos para o próximo projeto, deixando algo inacabado, que gera frustração e desgosto.

Claro que não é fácil realizar as vezes, mas, desistir, é muito pior, pois se coloca tempo, energia, as vezes muito dinheiro, mas, o eu não consigo acaba por atrapalhar nossos planos, e, muitas vezes, a fata de planejamento e organização é o que nos levam a não conseguir algo, não conseguir o resultado esperado.

Para eliminar o “eu não consigo”, pode-se seguir 3 passos importantes

  • Ter o objetivo (foco) bem definido;
  • Planejar todas as etapas;
  • Executar no prazo certo.

Baseado nestes pilares acima, elimina-se uma parte de alguns problemas.

Quando temos o foco bem estabelecido, ou seja, o objetivo claro de onde se quer chegar, é meio caminho andado para o sucesso. Desde que o planejamento seja coerente e assertivo. Desta forma, a última etapa é a execução. Esta parte, de muita importância, requer um tempo para cada item, que, se seguidos à risca, sem dúvida alguma os resultados serão positivos.

Não raramente, por ansiedade, por falta de objetividade e foco, por falta de planejamento, se atropela o tempo da execução, o que leva ao fracasso e ao “eu não consigo”. Seja lá o que for, relacionamentos pessoas, profissionais, projetos pequenos, grandes, viagens, sonhos, etc.

Executar tudo ao seu tempo, acompanhando os resultados do passo a passo, corrigindo a rota sempre que necessário, não se desviando do objetivo. Pensemos num voo de longa distância. O objetivo está definido (destino), o plano (planejamento) de voo está bem feito, eventualmente, por questões atmosféricas, é preciso alterar um pouco a rota, mas, sem se desviar do destino. Assim é com os projetos, com as coisas que precisamos realizar.

Não importa o que seja, se seguirmos alguns passos, ganhamos muito em performance, ganhamos em tempo de vida, ganhamos em felicidade.

O “eu não consigo” começa a fazer parte do passado, um passado que vai ser esquecido e não repetido, pois o hábito de fazer as coisas bem feitas, nos leva à excelência, e a alta performance, não combina com a frase “eu não consigo”.

E você, tem deixado muita coisa de lado, ou tem conseguido cumprir com todos os objetivos, sonhos, planos, ou apenas deixa de lado e assume que não consegue realizar mesmo, colocando uma pedra em cima do insucesso, da dificuldade, e partindo pra outra?

Temos que ter domínio sobre nossa vida, e, o “eu não consigo”, deve, obrigatoriamente, deixar de existir em nossas condutas. Fácil não é, mas, praticando, começando com o primeiro passo, sem dúvida alguma vamos bem longe.

Deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

  • A inteligência Emocional no mundo Corporativo

    Says Morgan Fraud, the author of The Thinking Corporation, “Given that we are all capable of contributing new ideas, the question becomes how do you successfully generate, capture, process and implement ideas?” Becoming an organization capable of answering this question can benefit in a number of ways

    22 de janeiro de 2016
  • Empregos em risco

    Growth through innovation/creativity. Rather than be constrained by ideas for new products, services and new markets coming from just a few people, a Thinking Corporation can tap into the employees.

    22 de janeiro de 2016
  • O coaching pode alavancar sua carreira

    The effort vastly improved the company’s planning and execution functions, created and implemented a new stock policy that accounted for specific SKUs and key variables, streamlined the order preparation process and reduced distribution transport times.

    22 de janeiro de 2016

Looking for a First-Class Business Plan Consultant?