Empregos em risco

O avanço da tecnologia, robotização, automatização dos processos e o mundo moderno trazem junto alguns riscos. Pesquisadores já fazem previsões de quais atividades poderão sofrer mais com a automação e a consequente perda do emprego. As atividades rotineiras e cognitivas, são as que tem maior suscetibilidade a serem atingidas.

Abaixo uma prévia de determinadas ocupações que podem ser automatizadas:

Serviços de alimentação: 81%

Produção: 79%

Administrativo: 60%

Agricultura: 56%

Transporte: 55%

Construção: 50%

Manutenção: 49%

Vendas: 43%

Jurídico: 38%

Computação: 37%

Cuidados pessoais: 34%

Profissionais de saúde: 33%

Ciências: 32%

Administração: 23%

Serviços sociais: 22%

Artes e entretenimento: 20%

Engenharia: 19%

Educação: 18%

Negócios: 14%.

Fonte: Automation and Artificial intelligence: how machines are affecting people and places, de Mark Muro, Robert Maxim e Jacob Whiton (Metropolitan Programa t Brokkings, 2019).

A partir desta pesquisa, podemos prever como será o futuro, não que todos os empregos serão perdidos, mas sim, transformados, novas habilidades, novos conceitos e novas formas de trabalho virão por ai.

Quem mais tem flexibilidade em entender e se adaptar ao novo e entender a revolução nem sempre silenciosa, mas impactante, é que terá condições de competir em novos mercados, com novos serviços e novos produtos.

Não podemos pensar como alguns pensaram no passado, dizendo que tudo já foi inventado, depois que a máquina a vapor apareceu como inovação no transporte, ou pensar que ninguém vai querer um computador pessoal em sua casa, todos fatos reais de pessoas que não acreditaram em mudanças e não tiveram a humildade de entender o que estava se passando.

Gigantes atualmente são derrubados por empresas que começam em uma garagem, já não é de hoje, mas a grandiosidade, muitas vezes, pode ser o próprio ocaso, por ser lenta no pensar e mais lenta ainda no agir.

Estes tempos exigem atualização constante para não nos tornarmos irrelevantes.

E você, está preparado para as transformações?

Sérgio Albuquerque – consultor e master coach

Deixe uma resposta

  • Eu não consigo!

    Many businesses, large and small, have a huge source of great ideas that can help them improve, innovate, and grow, and yet so many of these companies never think of using this amazing corporate asset. What is this highly valuable asset? Its own people.

    22 de janeiro de 2019
  • A inteligência Emocional no mundo Corporativo

    Says Morgan Fraud, the author of The Thinking Corporation, “Given that we are all capable of contributing new ideas, the question becomes how do you successfully generate, capture, process and implement ideas?” Becoming an organization capable of answering this question can benefit in a number of ways

    22 de janeiro de 2016
  • O coaching pode alavancar sua carreira

    The effort vastly improved the company’s planning and execution functions, created and implemented a new stock policy that accounted for specific SKUs and key variables, streamlined the order preparation process and reduced distribution transport times.

    22 de janeiro de 2016

Looking for a First-Class Business Plan Consultant?